Precisamos amar e ser amados para estarmos bem nutridos. Se concorda comigo, vem nesta leitura.

O mestre J. C. Maxwell em seu livro Liderar é influenciar fala que uma pessoa de influência alimenta as outras pessoas. Segundo ele: “Se você olhar ao redor, descobrirá que existem pessoas na sua vida que querem ser alimentadas — com encorajamento, reconhecimento, segurança e esperança. Esse processo é chamado alimentação, e é uma necessidade de todo ser humano” (p.57) E ele continua: “No coração do processo de alimentação está a preocupação genuína com os outros.” — John relata que ao visualizar uma mãe cuidando de um bebê, enquanto ela alimenta ele, ela também está protegendo-o, encorajando-o e assegurando suas necessidades. Desta forma, ele completa, “…quando você tenta ajudar e influenciar as pessoas ao seu redor, você deve ter sentimentos positivos e preocupação por elas.”

O amor é o que conecta as pessoas. Se você fizer uma retrospectiva em sua vida, talvez lembrará de grandes momentos, pessoas que te influenciaram pelo amor (um professor, um familiar, um chefe). Sempre há amor envolvido. E é disso que J. C. Maxwell fala, ao dizer que uma pessoa de influência alimenta (de amor) outras pessoas.

Neste mesmo caminho vai um outro escritor que eu gosto muito: Marco Fabossi. Em seu livro Coração de Líder Marco coloca que “Liderança é a habilidade de influenciar e inspirar pessoas, servindo-as com amor”. Para Marco, quando há amor todo o resto flui com naturalidade. Ainda segundo ele, é possível gostar das pessoas que estão ao nosso redor, trabalhando conosco, mas o verdadeiro coração de líder está disposto a atender as necessidades e interesses das outras pessoas. — aqui voltamos ao exemplo da mãe dado por J. C. Maxwell. O líder precisa alimentar sua prole. Existem muitos outros alimentos, mas com certeza o mais importante deles é o amor.

Neste caminho a colega Élen Benvenutti no livro Liderando Juntos fala sobre a liderança com amor, para uma missão de ir além de um conteúdo específico e importante, mas antes disso, “pensar que liderar com amor funciona”. Segundo ela: “Liderança com amor e eficácia sempre vai gerar sucesso”.

A colega Érika Matos, no mesmo livro, em seu capítulo Liderança afetiva: melhores resultados vêm de relacionamentos humanizados, vem num contexto similar falando sobre o afeto que nos torna humanos e nos diferencia das máquinas e que por isso, podemos estabelecer conexões verdadeiras e profundas. Segundo ela: “ Os líderes que atuarem de forma mais afetiva, mais humana, terão pessoas emocionalmente mais fortalecidas em suas equipes…” — eu continuo fazendo um comparativo com a alimentação. Líderes que alimentam sua prole, nutrem seus times, terão equipes fortalecidas de amor e tantas outras coisas mais. Como a mãe que alimenta o bebê com o leite materno, com o amor e lhe provê proteção e outras necessidades, a cada dia ela está encorajando-o, fortalencendo-o para que creça saudável e amado.

Ainda fazendo o paralelo com o exemplo da mãe, a mãe produz o leite materno que vai alimentar o bebê. Líder, o que você tem produzido? O que tem oferecido de alimento para seu time? Como você tem provido ítens básicos para seus liderados?

Psicoterapeuta, Logoterapeuta, Apaixonada por indivíduos, Humana, Sorridente, Tornando cada dia melhor

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store